sexta-feira, 1 de abril de 2016

{Review | Avaliação} Questão de Tempo (2013)

Raim! Como estão?

Venho trazer hoje, para vocês, uma avaliação de um filme que eu assisti recentemente, dentro do Projeto Filme No Escuro, chamado About Time, ou no português, Questão de Tempo, lançado em 2013. É um romance britânico maravilhoso e que você deveria assistir e se apaixonar, assim como eu me apaixonei. Vem comigo para descobrir um pouco mais dessa história maravilhosa!


About Time conta a história de Tim Lake, um garoto de 21 anos, "alto demais, desengonçado demais e ruivo demais", segundo suas próprias palavras, que descobriu após uma conversa com seu pai, que ele tinha um dom genético de viajar no tempo (para o passado, mais especificamente). E isso muda completamente a vida do Tim, porque a partir daquele momento, ele poderia consertar os erros que fez, apenas voltando no tempo, e tendo, assim, um futuro melhor. O pai dele lhe diz que com aquele poder, ele poderia encontrar a sua felicidade e para Tim, a sua felicidade, seria encontrar o seu amor.

E é viajando para Londres, para trabalhar como advogado, que ele conhece Mary, após um jantar às escuras. A partir dali, Tim percebe que ela era o seu amor e que correria atrás dela, para que tudo desse certo entre os dois.

Com seu jeito engraçado e desengonçado, ele conquista qualquer um rapidamente, trazendo assim, um romance leve e com doses satisfatórias de comédia. É um daqueles filmes tão gostosos de ver, que quando você menos percebe ele já está nas últimas cenas e você lamenta estar acabando. É daquele tipo de filme que faz você se apaixonar por todos os personagens e quer abraçar todo mundo e trazer para cuidar deles.

Recomendo esse filme para todo mundo que gosta de um filme romântico maravilhoso, com pequenas doses de comédia, nada forçadas e personagens cativantes como o Rory, o colega de trabalho atrapalhado, Kit Kat, a irmã que não consegue ficar em um emprego por mais de duas semanas, Jay, o melhor amigo pervertido e o Rupert, um dramaturgo estressado que tenta ser bem sucedido na sua carreira como roteirista em um teatro.

Esse filme também me ensinou uma coisa: Por mais que você possa mudar as coisas do passado, existem coisas que é melhor deixar do jeito que está e também que: você não pode fazer os outros felizes e deixar que você não seja feliz. Temos que achar um jeito de deixar ambos felizes, sem que uma parte não esteja contente.


Só isso que tenho para falar e não se esqueça de se inscrever no blog, aqui do lado, para ficar ligado quando uma nova postagem sair e se quiser, ali em cima tem todas as minhas redes sociais, caso queira me acompanhar! Até a próxima publicação!

2 comentários:

  1. Adorei a resenha, já tinham me mandado assistir mas nunca tive vontade. Certamente vou assistir!
    http://oquefoibrendex.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Que bom que gostou! Veja e depois me diga o que achou! Eu amei, de verdade, o filme! <3

      Excluir

Vem me deixar feliz e interaja comigo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...