sexta-feira, 1 de abril de 2016

{Review | Avaliação} Quem é você, Alasca? - John Green

Raim! Como estão?

É bem provável que você já tenha ao menos ouvido falar desse livro, mas provavelmente não tenha visto aqui no blog que eu sou um pouco atrasado no quesito de ver/ler coisas do momento e só depois de seis anos desse livro aqui no Brasil, eu pude, finalmente, lê-lo e olha, preciso comentar com vocês o que achei dessa maravilha de livro. Vem cá, que eu vou te falar sobre "Quem é você, Alasca?", primeira publicação do John Green.


Esse livro, eu já comecei sabendo um spoiler da história, mas ao ler, minhas lembranças do bendito foi embora, que eu nem me toquei no fator que aconteceria depois. O livro é dividido em duas partes, o antes e o depois. Que vocês não sabem o que é que acontece até realmente ler.

"Quem é Você, Alasca?" fala sobre um garoto chamado Miles, mas podemos chamá-lo de Gordo, que está em busca de um Grande Talvez, com sede de novos ares e novas amizades, por isso, vai para Culver Creek, um colégio interno, onde lá ele poderia recomeçar.

E é neste colégio que encontramos o Coronel, a tal, Alasca Young e uma incrível história que te prende do início ao fim. Podemos dizer que o livro é bem simples, com adolescentes simples, e dramas simples e talvez, seja a simplicidade dos fatores que torna o livro tão gostoso de se ler, por nós, jovens, nos vermos transportados para um mundo tão parecido com o nosso.

Quando menos percebemos, estamos devorando o livro e se perguntando: "Meu deus, isso aconteceu mesmo? Não pode ser!" e eu passei todo o período do "depois" me perguntando se aquilo tudo era uma brincadeira, ou se realmente tinha acontecido. Eu não conseguia acreditar, assim como os outros personagens da história. E se a parte do "antes" é interessante, espere até o "depois", onde todos os tipos de dúvidas e suposições aparecem na sua mente e você não sabe dizer realmente o que aconteceu durante todo o fim do livro.

O que eu achei dele? Bem melhor que o A Culpa é das Estrelas, sem aquele clima pesado de: mano, ela está morrendo, meu deus! Sem aquele peso que você guarda durante toda a leitura. Ao contrário dele, o QÉVA apresenta um clima leve e bem mais jovial e simples, que lhe agrada de ler e te vicia. Todo mundo deveria ler esse livro, sério! Recomendo demais!

Chega uma hora que é preciso arrancar o Band-Aid. Dói, mas pelo menos acaba de uma vez.

Só isso que tenho para falar e não se esqueça de se inscrever no blog, aqui do lado, para ficar ligado quando uma nova postagem sair e se quiser, ali em cima tem todas as minhas redes sociais, caso queira me acompanhar! Até a próxima publicação! 

2 comentários:

  1. tá na minha meta de leitura mas confesso que não tenho muita vontade de ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu te asseguro, que quando começar a ler, você não vai conseguir parar, de tão maravilhoso que é!

      Beijos!

      Excluir

Vem me deixar feliz e interaja comigo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...